sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Tá com medo de amar?

“O medo de amar é o medo de ser livre”. Sábia frase da música eternizada pela Pimentinha! As pessoas estão com medo de ultrapassar a superficialidade das relações, todos estamos fugindo daquilo que paradoxalmente buscamos para preencher o insuportável vazio da existência. Principalmente os homens usam o eufemismo da “liberdade” pra fugir do amor. Que liberdade é esta que implica na renúncia ao que de mais essencial pode haver? Há algo mais libertário do que o amor? Não se encontra todo dia, não. E não se trata de uma crítica apenas a quem foge de envolvimento sério, porque também foge do amor quem acha que está livre da busca ao se acomodar em uma relação “forçada”. É legal viver livre, solteiro, sem amarras. Mas se o amor pintar? Deixemos ele entrar, abramos o coração, a mente, o nosso mundo. Se não for amor, não nos prendamos. Se for, libertemo-nos. Que seja assim em 2008...

2 comentários:

marcelo_420 disse...

filosofou hein mulher? mas seja perseverante.. em 2008 tu vai encontrar teu 45943859043859043 amor.. hahaha.. bjs

Carlito disse...

Bom! Muito bom! Parabéns minha amiga, continis assim , expressando tuas idéas dessa forma tão tua. Bj.